Blog Tecnológico

Cursos de Medicina no Brasil

Veruska Marques • 27 jul 2018

Com o aumento da privatização dos cursos de ensino, muitos alunos estão optando por instituições particulares das mais diversas áreas. Mas há uma preocupação muito importante e necessária sobre a instituição que esse aluno irá ingressar. Saber se a Instituição de Ensino Superior (IES) é autorizada e  reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC)!

O profissional, após realizar a sua graduação, buscará o reconhecimento do seu registro na profissão, e é neste momento que descobrir se a graduação era reconhecida ou não pelo MEC se tornará um belo transtorno para aqueles que escolheram uma IES sem reconhecimento pelo MEC.

Medicina no Brasil

A autorização concedida pelo MEC às IES é um processo elaborado e criterioso. O MEC para autorizar um curso, faz uma análise do corpo docente, da estrutura organizacional, do processo político pedagógico e até a análise dos equipamentos utilizados para o desenvolvimento daquele profissional para posteriormente enviá-lo ao mercado de trabalho.

O curso receberá o credenciamento caso atinja os critérios de avaliação do MEC, e a IES a autorização. O estudante que se formar um uma IES com o curso reconhecido pelo MEC, possuirá a liberdade de buscar o reconhecimento do seu registro e assumir sua profissão.

Para saber se alguma instituição de ensino é ou não reconhecida pelo MEC, poderá realizar a pesquisa no site http://emec.mec.gov.br/ pelo nome da IES, entre outros critérios de pesquisa que possui.

Medicina no Brasil

A dificuldade de atingir aos critérios do MEC para reconhecimento do curso, é bastante grande entre as instituições.

Falando de cursos de medicina, há alguns problemas ainda mais “exclusivos”, se é que podemos dizer assim, como por exemplo a necessidade do estudo do corpo humano para uma maior experiência do profissional ao tratar seus pacientes. Estudo esse, que por muitas vezes se torna prejudicado pela falta de material de estudo ou até mesmo por materiais de baixa qualidade. Sim, estamos falando de cadáveres!

As aulas de anatomia, muito importantes, são por muitas vezes polêmicas, devido a discussão se há ou não a necessidade de cadáveres á disposição para o aprimoramento dos profissionais do Ensino em Saúde.

Medicina Brasil

No Reino Unido, nos séculos 16 e 17, as aulas de anatomia eram feitas com corpos de cadáveres de criminosos sentenciados à morte, como uma punição adicional. Não tinham direito a um funeral religioso e seus restos mortais ficaram expostos ao público nas universidades. O que podemos dizer que não melhorou de forma alguma a visão do estudo em cadáveres, muito pelo contrário.

Hoje em dia, digamos que o processo para adquirir corpos para estudo não modificou em muita coisa, pois podemos dizer que é tão complicado quanto era antes. Mas as IES hoje em dia possuem um aliado, a tecnologia. Com a tecnologia, os equipamentos podem e vão acabar suprindo, e muito, as necessidades que acabam aparecendo nas IES. A Mesa de Anatomia Digital, é um destes equipamentos, que vieram para contribuir e suprir a falta de cadáveres para a aula de anatomia.

Um prisioneiro no corredor da morte, doou seu corpo para estudo. O corpo do prisioneiro, foi seccionado em mais de 1780 fatias e digitalizado, produzindo o Visible Human Body (VHB). Um caso que contribuiu com o estudo da anatomia, no mundo todo. Pois resolveu o problema do uso de cadáveres, fazendo com que o uso de corpos reais seja uma opção.

Medicina Brasil

A Faculdade Max Planck, localizada em Indaiatuba, adquiriu uma dessas mesas de anatomia, e eu fui até lá, realizar a capacitação dos professores das diversas áreas de ensino ao uso do equipamento. Estavam na capacitação, muitos professores dos cursos de Veterinária, Educação Física, Enfermagem, entre outros. Por ser multi touch, a mesa de anatomia foi utilizada ao mesmo tempo, mas individualmente, pois cada um dos professores estava enfatizando a visualização da sua área em específico.

Medicina no Brasil

Além da Mesa de Anatomia Digital, na Max Planck, eles ainda adicionaram TVs conectadas a mesa de anatomia digital, o que fez com que um número maior de alunos pudesse usufruir da tecnologia e do que mais ela poderia nos permitir.

Medicina no Brasil

Bom, cursos temos vários, Instituições de Ensino Superior, uma infinidade, mas o que as diferencia é a contribuição ao profissional do futuro e lembre-se, busque e pesquise antes de se matricular na primeira instituição que achar pela frente, valorize o que o Ensino em Saúde possui de melhor!

 

Veruska Marques

Mestre em biologia pela FMVZ-USP, pós-graduada em psicopedagogia e didática do ensino médio e coach pela SBCoaching, especialista em capacitações e treinamentos em tecnologias educacionais e em projetos para a apropriação da tecnologia em sala de aula das diversas disciplinas, com mais de 6000 horas de experiência. É consultora credenciada na ENG.

CONTATO