Blog Tecnológico

Business Intelligence no Esporte: uma fórmula para o sucesso

Luca Caruso • 10 mai 2019

Business Intelligence no Esporte: uma fórmula para o sucesso

O Business Intelligence com Power BI é uma solução de análise de negócios que permite que você visualize dados e compartilhe insights em toda a organização, ou os insira no seu aplicativo ou site. Conecte-se a centenas de fontes de dados e dê vida aos seus dados com dashboards e relatórios.

O Microsoft Power BI pode e deverá ser utilizada para diversas áreas profissionais. Abaixo, um exemplo de como a ferramenta pode ser aplicada no esporte.


Imagine que você seja o técnico de uma equipe de futebol no Brasil, e ela tenha um dos orçamentos mais baixos de todos os times da liga. Não seria nada mal se o desempenho atingisse a recordes históricos de vitória, terminasse o ano como um dos melhores da conferência e ainda servisse de inspiração como Case de Sucesso para metodologias esportivas e de negócios, não?


Mudando apenas o esporte, essa história conta mais ou menos o que aconteceu em Moneyball, obra que retrata o enredo do e seu incrível feito de 20 vitórias consecutivas em partidas em 2002, recordista de toda a história do baseball americano. Já existe como livro e também como filme, estrelado por Brad Pitt. Com um orçamento limitado e a perda dos melhores jogadores para outras equipes, para conseguir tal feito os dirigentes foram responsáveis pelo método nada ortodoxo para a época: o uso de estatísticas envolvidas em sua formação tática.

Power BI

O enredo é um exemplo de como o Business Intelligence ajuda a pessoa a atingir um objetivo a partir de dados mensuráveis, não importando o setor. Com uma análise profunda (gols, assistências, faltas cometidas, etc.), o Business Intelligence contribuiu para as melhores decisões a serem tomadas, baseadas em justificativas sólidas e que representem a realidade. O mesmo pode acontecer com uma empresa, pessoa, instituição de ensino, etc.

Com técnicas estatísticas avançadas, os dados gerados nos demonstram fatores ocultos à observação crua. Portanto quando é mencionada a tecnologia no ambiente esportivo, temos que ter a noção que seu uso é muito mais amplo que apenas na arbitragem (Árbitro de Vídeo, chip na bola, etc.), podendo ser inserida também para a formação estratégica de equipes, que é uma das áreas com a maior quantidade de dados que podem ser coletados.


Agora, deixando o baseball de lado (porém seguindo o “efeito Moneyball”), o professor de Marketing Digital na FGV, André Miceli, afirma que o futebol brasileiro tende a adotar cada vez mais o Big Data para monitorar o rendimento das suas equipes ao longo do ano.

Power BI

Fazendo uma breve analogia com a Seleção Brasileira, podemos exemplificar com uma análise de habilidades de seus dois principais jogadores de ataque: Neymar e Philippe Coutinho.


Com o Microsoft Power BI, foi possível comparar o desempenho destes dois principais jogadores em 2018 para extrairmos insights táticos com os KPI’s:

  • Ataque
    • Chutes na trave
    • Cruzamentos
    • Tiro ao gol
    • Gols
  • Defesa
    • Desarmes
    • Interceptações
    • Isolamento
    • Bloqueios de gol
  • Passe e Drible
    • Passes
    • Passes progressivos
    • Roubadas de Bola
    • Dribles progressivos
  • Outros
    • Tiro ao gol (sem chute)
    • Faltas sofridas
    • Faltas realizadas
    • Cabeçadas
    • Mapa de calor da posição em campo

Power BI

A partir disto concluímos que por jogo:

- Neymar possui melhores desempenhos de ataque:
Chutes a gol = 5,0
Chutes na trave = 0,8
Cruzamentos = 2,0
Bolas roubadas = 4,4
Passes = 7,8
Dribles progressivos = 7,8

- Philippe Coutinho possui melhores desempenhos de defesa:
Desarmes = 1,4
Interceptação = 0,4
Isolamento = 0,4

- O mapa de calor de Neymar mostra mais concentração às laterais. Já Philippe Coutinho ao meio e atrás.

- Com isso, Neymar poderia servir como um atacante mais à frente, para receber assistências e finalizações. Já Philippe Coutinho poderia servir para contra-ataques eficazes, já que pontua bem na defesa e com interceptação de jogadas adversárias ao meio-campo.

Com ferramentas de Business Intelligence e Analytics de ponta o usuário pode também levar vantagem contra seus adversários, avaliando-os estatisticamente, permitindo o conhecimento de fraquezas e descoberta de oportunidades contra eles.

Se até no esporte a inteligência do uso de dados se mostra efetiva, qual seria outra desculpa para não investir neste processo? Assim como métodos modernos de Business Intelligence podem garantir eficiência a equipes esportivas, o mesmo pode ocorrer com os negócios! Com eficientes ferramentas analíticas, sua empresa pode escolher utilizar também dessa metodologia e se permanecer vitoriosa em sua indústria.

     

Luca Caruso

Luca Caruso é consultor de Business Intelligence na ENG DTP e Multimídia. Graduado em Marketing pela ESPM-SP e com experiências na indústria de tecnologia, com passagem na Adobe Brasil como analista de Channel Sales e Digital Marketing, gerenciando ferramentas de Big Data.

CONTATO