Blog Tecnológico

Power BI - Diferenciais que conquistam usuários do Excel

Werikson Rodrigues • 19 fev 2020

Power BI - Diferenciais que conquistam usuários do Excel

Evolução: Migrar do Excel para o Power BI

 

Power BI X Excel - Neste artigo mostraremos as principais diferenças entre essas duas poderosas ferramentas desenvolvidas pela Microsoft, bem como os motivos que justificam que usuários do Excel devam usar o Power BI, ou até mesmo migrar para ele definitivamente.

 

Uma grande parcela de usuários pensa que, tanto o Power BI como o Excel, servem para as mesmas finalidades, enquanto outros se enganam quando supõem que o Power BI se aplica apenas para gerar relatórios mais caprichados.

Power BI e Excel: Conheça as Diferenças

Power Bi é uma ferramenta de Business Intelligence capaz de trabalhar com mais de 90 fontes de dados, como por exemplo: CSV, XLSX, Web Scraping dentre muitas outras. Esses dados servirão para a criação de relatórios interativos e painéis visuais personalizados (Dashboards) que serão bases importantes para análises, compreensão e insights. Além disso ainda devemos lembrar sobre a facilidade para o compartilhamento de ideias e projetos com o seu serviço online.

Por outro lado, o Excel é uma ferramenta para organização de dados em um sistema de linhas e colunas, onde é possível incluir operações matemáticas e que também permite a análise de dados, entretanto com muito mais limitações.

O Power BI trabalha com Big Data, assim a sua velocidade de processamento lhe confere um poder de manipulação de dados muito maior que no Excel.

O Excel por sua vez possuí uma limitação quanto ao tamanho de dados suportado para carregar em suas planilhas.

Essa flexibilidade e potência coloca o Power BI como ferramenta líder na opinião dos Analistas de Dados e por vezes chega a ser desnecessária a contratação do Engenheiro de Dados.

Power BI - Concepção

Sistema ETL, do inglês Extract Transform Load (Extrair Transformar Carregar), é um processo que as grandes ferramentas de dados usam para seus negócios, o qual consiste em:

  • Ampla variedade de meios e formas de obtenção de dados;
  • Transformação e modelagem dos dados;
  • Carregamento dos dados em forma de

 

Power BI - Sistema ETL - ENG DTP & Multimídia

Evolução do Excel para o Power BI

 

Para desenvolver o seu Business Intelligence, a Microsoft criou um sistema ETL com base nos suplementos POWER QUERY e POWER PIVOT presentes no Excel versão 2010 e do POWER VIEW no Excel versão 2013. Esses sistemas quando utilizados no Excel podem suprir algumas necessidades, mas sempre com limitações.

Power Query – Permite que os usuários consigam se conectar com diversas fontes de dados.

Power Pivot – Promove o relacionamento entre várias tabelas de forma rápida e prática, o tratamento de uma grande quantidade de dados, bem como trabalhar com mais de uma fonte de dados. Desta forma os profissionais de Big Data não precisam recorrer a ferramentas mais complexas.

Power View – Torna os visuais gerados pelos relatórios em algo mais interativo (muito semelhante ao Dashboard do Power BI).

Lançamento do Power BI

A inclusão dos recursos acima no Excel atendeu os anseios de seus usuários, mas manteve-se pesado e com pouca flexibilidade. Exceto os usuários do Excel com nível avançado, grande parte dos demais apresentava ainda dificuldades para aproveitar todos os recursos dessas implementações. Desta forma, em julho de 2015 a Microsoft apresentava o Power BI para o mercado.

O Power BI chegou com uma ferramenta que uniu os 6 componentes que até então a Microsoft havia criado separadamente, são eles:

  • Power Query: Ferramenta de transformação de dados;
  • Power Pivot: Ferramenta de modelagem de dados tabulares na memória;
  • Power View: Ferramenta de visualização de dados;
  • Mapa de Potência: Ferramenta de visualização de dados geoespaciais 3D;
  • Power Q & A: Pergunta em linguagem natural e mecanismo de resposta;
  • Power BI Desktop: Ferramenta de desenvolvimento complementar para o Power BI

Usuários avançados

No Power BI e Excel existem os usuários que têm conhecimentos mais avançados no processo ETL, outros que conhecem todas funções e fórmulas e ainda os que têm conhecimento com códigos.

No Excel é usada a linguagem Virtual Basic for Applications (VBA), onde é possível desenvolver várias funções e modelagens em planilhas por meio de programação. Pode ser mais complexo, porém consegue-se resolver os problemas dos usuários com Macros no VBA através de algumas automatizações por exemplo.

O Power BI usa a Power Query Formula Language (Linguagem M) que é um código por trás do Power Query. Onde as tabelas e colunas do editor de consultas podem ser modeladas por meio de uma estrutura mais simples.

 

Power BI - Linguagem M / Power Query - ENG DTP & Multimídia

Estrutura da Linguagem M no Power Query do Power BI

Python e R

O Power BI tem suporte para desenvolver scripts em Python e em R no seu editor de consulta. Essa é uma grande vantagem que o Power BI oferece para os usuários que usam essas linguagens para fazer trabalhos em: Machine Learning, Regressão Linear e muitos outros algoritmos estatísticos comumente usados no R por exemplo.

 

R e Python no Power BI - ENG DTP & Multimídia

R e Python no Power BI

Visualização de Relatórios

Esse é de longe o item que mais se destaca nesse comparativo entre Excel e Power BI. Conhecido como Dashboard ou Painel de visualização, o Power BI tem uma janela única de edição, onde o usuário pode contar uma história sobre os dados apresentados por meio de gráficos interativos e dinâmicos, os quais podem ser totalmente personalizados.

Com o conceito de Self-Service BI, a ferramenta oferece um sistema de arrasta e solta, para que qualquer tipo de usuário possa fazer a transformação e consumação dos dados, sem a prerrogativa de que ele seja algum tipo de especialista em análise de dados.

 

 

Nesse quesito, os gráficos disponibilizados no Excel não apresentam a mesma riqueza de detalhes como no Power BI, onde a interatividade e experiência de usuário é impressionante. No Power BI é possível e fácil gerar painéis fixos com vários gráficos diferentes e todos se comunicam entre si sem a necessidade de se adicionar algum código por baixo.

Marketplace

A Microsoft criou o seu próprio Marketplace, onde abriu espaço para aplicações de desenvolvedores independentes da comunidade, assim os todos os usuários do Power BI têm uma grande quantidade recursos, para ajudá-los a solucionar e elaborar suas ideias nos projetos em desenvolvimento.

Para se ter uma ideia do Marketplace, apenas para visuais existem atualmente mais de 246 aplicações disponíveis entre gratuitas e pagas.

 

Power BI - Market Place - ENG DTP & Multimídia

 

Menu na pagina inicial do Painel de visualização no Power BI 

 

Power BI - Market Place Microsoft - ENG DTP & Multimídia

 

Marketplace direto do site da Microsoft

 

Power BI - Regressão Linear - ENG DTP & Multimídia

 

Este é um exemplo de visual personalizado feito por terceiros, para análise e exploração usando regressão linear e dispersão de dados.

Fórmulas do Excel e DAX

Para quem já viu o uso do DAX na prática, pode até pensar que seu funcionamento é o mesmo das fórmulas usadas no Excel, apesar de semelhantes é preciso prestar atenção nas diferenças, para não cometer erros durante seu projeto.

Semelhanças

- Muitas funções DAX tem a mesma nomenclatura e padrões de comportamento das funções do Excel

- A DAX oferece novas funções de pesquisa, semelhantes às funções de pesquisa de matriz e vetor do Excel, porém, as funções de DAX exigem que antes seja feito uma relação entre as tabelas.

Diferenças

- As fórmulas feitas pelo Excel têm como referência as células, já as formulas feitas no DAX tem como referência as tabelas (Colunas e Linhas) já que no Power Query não é utilizado células

- Não se pode usar as funções DAX nas formulas do Excel e nem o inverso, pois antes é necessário proceder a devida modificação de sintaxe. Quem já tem o conhecimento em uma delas terá mais facilidade para interpretar a lógica da outra.

-O Excel não possui funções que retornem uma tabela, mas algumas funções podem funcionar com matrizes. Muitas das funções DAX podem facilmente fazer referência a tabelas e colunas completas para executar cálculos e retornar uma tabela ou uma coluna de valores. Essa capacidade do DAX adiciona energia ao Power Pivot, Power View e Power BI, onde o DAX é usado.

-As funções de data e hora de DAX retornam um tipo de dados datetime. Por outro lado, as funções de data e hora do Excel retornam um inteiro que representa uma data como um número de série.

- Uns dos grandes benefícios do Power BI é sua metodologia de filtragem, que no DAX faz o contexto de linha em suas formulas

 Se você combinar fórmulas DAX com um slicer para selecionar, por exemplo, o ano, a fonte (sendo a tabela) será filtrada e a fórmula será executada nesse conjunto de dados filtrado. Este é um contexto de filtro e um dos motivos pelos quais o DAX é ótimo para análise de dados.

 

Diferenças gerais

 

Características

 

 

Excel

 

 

Power BI

 

 

Tabelas duplicadas

 

icon-feliz

Permite a duplicação de tabelas.

 

 

icon-bravo

Não permite mostrar tabelas duplicadas.

 

 

Aplicações

 

icon-bravo

Gráficos antigos e não consegue se conectar a um modelo de dados.

 

icon-feliz

Ideal para Dashboards, alertas, KPIs e visualizações de dados.

 

Estilo tabular

 

icon-feliz

Relatórios no estilo tabular.

 

icon-bravo

Não é útil para relatórios no estilo tabular.

 

Relatórios

 

icon-preocupado

Básicos.

 

 

icon-feliz

Sofisticados.

 

 

Filtragem Cruzada

 

icon-bravo

Não possuí.

 

 

icon-feliz

Possuí.

 

 

Atualização do painel

 

icon-bravo

Não permite.

 

 

icon-feliz

Permite.

 

 

Google Analytics

 

icon-preocupado

Análises simples.

 

 

icon-feliz

Análises de alto nível.

 

 

Disponibilidade de relatórios

 

icon-preocupado

Limitados a usuários específicos.

 

 

 

icon-feliz

Elaborados, para uma ampla gama de leitores com diferentes graus de conhecimento técnico.

 

 

Ferramenta

 

icon-normal

Voltado para planilhas e com uma vasta gama de recursos.

 

 

 

icon-feliz

Versão avançada de uma ferramenta de análise com muitos recursos para este fim.

 

 

Modelo de dados

 

icon-preocupado

Voltado para modelos de dados estruturados e simples, mas com uma ampla variedade de recursos.

 

 

icon-feliz

Focado na análise de muitos dados e na criação de modelos de dados potencialmente complexos com facilidade.

 

 

Tabelas separadas

 

icon-bravo

Difícil relacionar tabelas separadas entre si.

 

 

icon-feliz

Fácil relacionar tabelas separadas entre si.

 

 

Conjunto de dados

 

icon-preocupado

Capacidade para lidar com um conjunto de dados limitado.

 

 

icon-feliz

Capacidade para lidar com um conjunto de dados maior.

 

 

Flexível

 

icon-preocupado

O conjunto de dados e o relatório não são tão flexíveis.

 

 

icon-feliz

Compartilhar dados e relatórios é muito flexível.

 

 

Painel de Controle

 

icon-bravo

Recursos limitados para criar relatórios.

 

 

icon-feliz

Muitos recursos para criar um painel personalizado com facilidade.

 

 

Velocidade de processamento

 

icon-bravo

Lenta.

 

 

icon-feliz

Rápida.

 

 

Indicações

 

icon-normal

Principalmente para análises profundas de drivers.

 

 

icon-feliz

Principalmente para visualizações e compartilhamento de painéis.

 

 

Linguagens

 

icon-normal

Linguagem MDX para consultar o modelo de dados.

 

 

icon-feliz

Linguagem DAX para consultar o modelo de dados.

 

 

Objetivo

 

icon-normal

O Excel é um Editor de Planilhas que entre outras coisas permite a análise de dados, mas com limitações.

 

 

icon-feliz

O Power BI é um Serviço de Análise de Negócios com base em dados provenientes de diversas fontes.

 

 

Apesar de que Excel e Power BI compartilhem da maioria das ferramentas e complementos criados pela Microsoft, agora ficou fácil de entender que ambas possuem finalidades bastante distintas. Visto que o Power BI é uma evolução do Excel, pode-se então afirmar que ele fica à frente de seu antecessor quando abordamos os itens semelhantes.

 

Cada dia que passa, mais e mais empresas estão optando pela inserção de dados por intermédio de Bancos de Dados, para que seus relatórios se mantenham atualizados e prontos para serem analisados ou revistos.

 

De uma certa forma o Excel vem se mostrando obsoleto, já que é possível inserir documentos prontos diretamente no Power BI para proceder limpezas, transformações e visualizações dos dados.

Conclusão

Acredita-se que 95% das pessoas que trabalharam no Windows, em algum momento ao menos, tenham utilizado o Excel. Por isso podemos afirmar que ele é um produto amplamente conhecido e se destaca pelas suas planilhas eletrônicas, que podem ser usadas para análise e exploração de dados, tabelas dinâmicas e até mesmos em cálculos complexos.

O Power BI e Excel igualam-se em quase 80% de suas ferramentas, mas o Power BI é de longe muito mais atualizado, veloz e eficiente. Ele permite por exemplo, que seja modelos de dados completos feitos no Excel sejam migrados para a sua área de trabalho com pouquíssimos cliques. Os profissionais de Business Intelligence precisam de recursos e visualizações online, e isso o Power BI oferece em larga escala.

 

Gostou deste conteúdo?






Para nos enviar comentário, acesse.

 

Werikson Rodrigues

Werikson Rodrigues

Programador Python especializado em de Big Data e Inteligência Analítica com ênfase em Machine Learning e Inteligência Artificial.

Prvacidade e Proteção de Dados | ENG DTP & Multimídia

ENG DTP & Multimídia - Logo

 

 

ENVIE SEU CONTATO e SEUS COMENTÁRIOS