Blog Tecnológico

Motivos para o uso de Chromebooks no segmento educacional

Patrick Gainher • 12 ago 2019

Motivos para o uso de Chromebooks no segmento educacional

Os Chromebooks possuem mais de 50% de adoção no segmento de tecnologia nas escolas Americanas

Como pôde ser visto no artigo passado, tivemos uma visão geral sobre o dispositivo Chromebook e seu sistema operacional Chrome OS. Entendemos seu diferencial no que diz respeito à segurança e praticidade.

Agora vamos falar de fato do uso na educação. O Chromebook, aliado à plataforma G Suite for Education, propicia uma excelente experiência de uso dentro da sala de aula. O G Suite é uma plataforma do Google gratuita para as instituições de ensino reconhecidas pelo MEC, e oferece um pacote de aplicativos oficiais da empresa, como:

Google For Education

  • Google Drive;
  • Google Docs;
  • Google Planilhas;
  • Google Apresentações;
  • Google Agenda;
  • Google Hangouts;
  • Google GMail;
  • Google Classroom;
  • Google Formulários;
  • Google Sites.

chromebook na Educação

A Instituição de Ensino necessita de um domínio, que é definido como um endereço de e-mail. Por exemplo - “@escola.edu.br”. À partir deste domínio, é criado o grupo de usuários, como funcionários, professores e alunos. Por exemplo - “@aluno.escola.edu.br”.

Considerando isso, cada pessoa com conta da instituição terá acesso ao Chromebook previamente cadastrado, além de ter acesso a todos os aplicativos da G Suite, substituindo o método tradicional do combo estojo-caderno-livro. Cada funcionário, professor e aluno terá sua conta mantida pelos administradores de TI da instituição.

É importante lembrar que será a conta de e-mail quem terá as configurações do perfil (seja de funcionário, professor e aluno). Assim, é possível ter uso de qualquer um dos Chromebooks cadastrados dentro da instituição, sem a necessidade de possuir um dispositivo específico para cada funcionário, professor ou aluno.

 

A grande segurança presente no segmento educacional

chromebook na Educação

Os Chromebooks são cautelosamente avaliados pelo próprio Google conforme padrões e medidas de segurança necessárias. Remetendo aos benefícios do artigo passado, nós temos:

  • Proteção integrada: O Chromebook é livre de vírus, logo, se um aluno trouxer algo como um pen-drive infectado, ou correr o risco de navegar em algum site que possa trazer vírus ou querer infectar o sistema, o dispositivo estará pronto para se proteger contra estes ataques.


chromebook na Educação


  • Sandboxing: O conceito de sandboxing é que cada aba da navegação é executada em seu “próprio ambiente de trabalho”, no sentido que as abas de navegação não estão conversando diretamente com o sistema operacional. Com isso, se algum site estiver infectado com vírus, a aba em particular até pode ser infectada, mas após ela ser encerrada, a ameaça será neutralizada.

  • Inicialização verificada: Se por algum motivo um vírus acabar entrando dentro do sistema operacional Chrome OS proveniente de um descuido do aluno ou até mesmo do professor, uma reinicialização fará com que o sistema avalie se há algum foco de infecção, reescrevendo os arquivos caso haja.

  • Atualizações automáticas: As atualizações automáticas e rápidas fazem com que não haja interrupção da aula que o professor está administrando, muito menos que haja interrupção por parte de um trabalho dos alunos ou que faça com que os alunos tenham problemas de acompanhar as anotações em aula.

  • Inicialização rápida, velocidade rápida e bateria de longa duração: Logo que os alunos e o professor entrem na sala de aula, não haverá demora para começar a aula em si, considerando a inicialização, o login e a inicialização dos aplicativos. Além disso, a velocidade rápida faz com que aplicativos que demandam mais potência da máquina não a torne em algo inconveniente para os alunos ou professores durante seu uso em uma lição ou prova. A bateria de longa duração garante um conforto maior se considerarmos aulas que são ministradas em ambientes externos, como aula de botânica ou zoologia.

  • Chrome Management Console: O Chrome Management Console é algo mais voltado à área dos administradores de TI da instituição de ensino, onde os mesmos organizarão dispositivos Chrome em unidades organizacionais que podem incluir uma regra como salas de aula, séries, professores das séries, funcionários da instituição e suas responsabilidades, etc. Isso faz com que a organização dos dispositivos seja feita de forma rápida e mínimas alterações nas políticas dos dispositivos sejam necessárias para fazer tais mudanças, além de garantir um suporte técnico direto e disponibilizar um canal direto de vigia por parte dos administradores em alunos.


chromebook na Educação

  • Uso de aplicativos Android: O administrador pode permitir com que professores e alunos possuam o acesso à ferramentas e aplicativos para o momento particular das aulas. Isso inclui ferramentas como:
    1) Squid, anotações e marcações digitais em PDFs;
    2) Epic!, biblioteca com mais de 25.000 livros interativos para alunos até os 12 anos;
    3) Motion Math, jogo com mais de 900 níveis de conteúdo de matemática para alunos do fundamental;
    4) Code.org, apresentando conteúdos de ciência da computação para alunos de ensinos fundamental e médio;
    5) GeoGebra, ferramenta gráfica que os alunos podem escrever equações, funções gráficas e analisar dados;
    6) Trinket.io, codificação em navegador para tornar a programação algo acessível.

chromebook na Educação

  • Uso on-line/off-line: O Chromebook continua funcionando caso não haja rede disponível para os alunos, professores e funcionários, mesmo de forma mais limitada. Pensando em anotações e apresentações durante uma aula que estarão disponíveis caso haja um problema na rede.

 

Uma possibilidade de fazer provas de forma fácil através do Google Forms e Modo Quiosque

 

Os dispositivos Chrome oferecem a possibilidade de rodar aplicativos no Modo Quiosque, que será explorado com mais profundidade no próximo artigo. Essencialmente, ele é um modo onde se é executado um único aplicativo específico para o Chromebook que foi delegado ao seu uso, com restrições de acesso e interação por parte do usuário.chromebook na Educação

Isso mostra que é possível fazer aplicativos de provas online para os alunos, que serão de responsabilidade de administração do núcleo de TI, considerando os dispositivos e qual será o aplicativo de prova específico que será executado no momento do exame.

Comumente, os aplicativos são feitos no Google Forms, e são construídos no aplicativo Chrome App Builder. Isso garante um diferencial extra para os Chromebooks como um todo, inclusive no segmento educacional.


Fale com nossa área comercial se tiver interesse em implementar a solução Google for Education em sua instituição de ensino:
Procurar por: Luciana Peixoto e Patrick Gainher
Endereços de E-mail: luciana.peixoto@eng.com.br e patrick@eng.com.br
Telefones: (11) 98585-6460, (11) 97298-6785 e (11) 3816-3000


 

 

Patrick Gainher

Patrick Gainher

Patrick Gainher é consultor de Linguagem Swift, Google for Education e LG na ENG DTP e Multimídia. Graduando em Ciência da Computação pela Universidade Paulista-SP.

ENG DTP & Multimídia - Logo

CONTATO